TCE-SE recebe Certificado de Garantia de Qualidade da Atricon

Após ser avaliado por uma comissão da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas (Atricon), o Tribunal de Contas de Sergipe (TCE/SE) recebeu nesta terça-feira, 12, o Certificado de Garantia de Qualidade do Projeto Nacional Marco de Medição de Desempenho, Qualidade e Agilidade dos Tribunais de Contas (MMD-QATC).

O documento foi entregue ao conselheiro-presidente Clóvis Barbosa pelos conselheiros substitutos Renato Luis Bordin de Azeredo (TCE/RS) e Terezinha de Jesus Brito Botelho (TCE/AP), além da auditora de controle externo Cláudia Stancioli César (TCE/ES), integrantes da comissão que avaliaram o TCE/SE.

“Aqui foram analisadas 10 áreas para a certificação. É um momento extremamente válido onde a gente troca experiências, até porque a Comissão que vem é composta por Tribunais das mais diversas regiões e isso enriquece a avaliação, porque cada um traz a experiência do seu Tribunal”, comentou a conselheira-substituta Terezinha de Jesus Brito Botelho.

Focada em aspectos referentes a procedimentos internos, estrutura física e quadro de pessoal, a avaliação da Comissão de Garantia da Qualidade da Atricon tem sido feita em todos os Tribunais de Contas do país. O grupo tem analisado se os diversos setores dos órgãos de controle seguem os pontos, as padronizações e as boas práticas recomendadas pela Associação.

“O objetivo não é mostrar que tem um modelo melhor que o outro, mas apenas trocar experiências; na certidão que foi entregue nós mencionamos as boas práticas que podem servir de exemplo, as recomendações de melhorias, enfim, uma síntese de todo o trabalho desenvolvido”, acrescentou a conselheira-substituta do TCE do Amapá.

A avaliação consiste numa nova etapa do Marco de Medição de Desempenho dos Tribunais de Contas (MMD-TC), ferramenta de gestão para auto-avaliação do funcionamento do TCE em comparação com boas práticas internacionais e diretrizes estabelecidas pela Atricon.

No TCE/SE, a ação é conduzida pela Comissão de Avaliação, composta pela gerente de projetos do Tribunal, Carina Farias; o coordenador do Núcleo de Assessoria Estratégica, Wagner Silva; e as analistas de controle externo II, Vanessa Reis e Érica Fontes.

Compartilhe!