Debates sobre turismo sustentável em Rondônia marcam Fórum Internacional realizado no TCE

Workshops, apresentações e debates marcaram o 1º Fórum Internacional de Turismo de Rondônia, realizado nessa quarta-feira (10), no auditório do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RO), em Porto Velho.

O evento é uma parceria do TCE-RO, por meio da Escola Superior de Contas (Escon), e do Programa de Modernização e Governança das Fazendas Municipais e do Desenvolvimento Econômico-Sustentável dos Municípios de Rondônia (Profaz) com instituições como o Governo do Estado, o Sebrae/Rondônia, a Fecomércio, entre outras.

ABERTURA

Realizada à noite, a abertura do Fórum Internacional contou com a presença de autoridades representantes das instituições parcerias na realização do evento. Na mesa de honra, pelo TCE-RO, tiveram acento o conselheiro presidente Edilson de Sousa Silva e o conselheiro Benedito Antônio Alves, coordenador-geral do Profaz.

Abrindo oficialmente o evento, o presidente Edilson de Sousa, em sua saudação aos presentes, falou da necessidade de se estimular debates sobre a atividade turística nos municípios rondonienses, dada sua importância como fonte de geração de emprego e renda e seu papel estratégico, sob o viés da sustentabilidade, uma vez que, diferentemente de outras atividades, não agride o meio ambiente.

“Muito me alegra participar de um evento, que traz figuras de relevo internacional, para apresentar e debater o enorme potencial turístico que Rondônia tem. Quem conhece este estado, como eu conheço, sabe de suas potencialidades, de suas riquezas naturais, do seu povo acolhedor, enfim, das totais condições que temos para alavancar esse importante setor”, acentuou, destacando o apoio do TCE às questões ligadas ao turismo e seu desenvolvimento, para o bem de Rondônia.

Já o conselheiro Benedito Alves enfocou, especialmente, a atuação do Profaz no estímulo à exploração do turismo de forma sustentável ambiental e socialmente. “O Profaz, desde sua criação, vem atuando no sentido de promover a melhoria da performance das fazendas municipais do Estado de Rondônia, seja por intermédio da modernização dos instrumentos jurídicos, seja pela indução da sustentabilidade em suas várias vertentes, encontrando aí a arena para o debate sobre essa importante atividade, que é o turismo sustentável em nossos municípios”, acentuou o conselheiro.

Ainda sobre essa temática,  trouxe dados – incluindo estudos feitos por ele em sua tese de doutorado – a fim de demonstrar a relevância da atividade para o incremento das receitas das administrações municipais. “São riquezas naturais que, se exploradas com responsabilidade e sustentabilidade, podem resolver problemas de ordem financeira nos nossos municípios, gerando um ciclo virtuoso que envolve geração de emprego e renda e combate à pobreza”, finalizou.

PALESTRANTES

Dando sequência ao fórum, houve apresentações de palestrantes convidadas, entre as quais, a bióloga e pesquisadora costa-riquenha Lorena San Roman, consultora das Nações Unidas (Unesco) sobre desenvolvimento sustentável. Entre outros pontos, ela expôs informações sobre a experiência da Costa Rica, considerado, atualmente, o país latino-americano que melhor explora o turismo.

Também se apresentou a peruana Milagros Ochoa, diretora de turismo e imagem do Escritório Comercial daquele país no Brasil. Ela focou no trabalho de posicionamento feito pelo Peru para se afirmar como destino de lazer, viagens de incentivo e eventos.

Ainda houve apresentação do empresário Fábio Baca e do norte-americano Philip Aron, enfatizando a pesca esportiva como oportunidade para o desenvolvimento do turismo na Amazônia.

Antes dessa programação, no período da tarde o Fórum Internacional contou com workshops e painéis, destacando-se debate sobre fomento do turismo, que contou com a participação do auditor de controle externo do TCE-RO, Marc Uiliam Reis, coordenador executivo do Profaz.

Além de Porto Velho, o Fórum Internacional de Turismo contemplará também o interior do Estado, iniciando-se nesta quinta-feira (11) à tarde com evento no município de Ariquemes. Já na sexta-feira (12) será a vez de Cacoal. Nesses eventos, também haverá a participação de representantes do Tribunal de Contas do Estado e do Profaz.

Compartilhe!