Análise das contas do governador de 2017 é suspensa no TCEMG após pedido de vista

Depois de sete horas de sessão, a apreciação do processo referente às contas de 2017 do governador Fernando Pimentel no Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG) foi suspensa por um pedido de vista do conselheiro Durval Ângelo, quinto dos seis componentes da Corte de Contas a emitir voto. A análise estava ocorrendo em sessão extraordinária desta quarta-feira, 5 de dezembro de 2018, com a finalidade de emitir parecer prévio sobre o processo nº 1.040.601, referente ao Balanço Geral do Estado.

O resultado parcial apresentou empate, tendo os conselheiros Sebastião Helvecio (relator do processo) e Mauri Torres votado pela aprovação das contas com ressalvas, enquanto os conselheiros Gilberto Diniz (revisor do processo) e José Alves Viana votaram pela rejeição. Faltam apenas os votos dos conselheiros Durval Ângelo, autor do pedido de vistas, e Wanderley Ávila para a emissão do parecer prévio que será remetido para a Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Em caso de empate, cabe ao presidente Cláudio Terrão o voto decisivo. O Regimento Interno do Tribunal prevê o prazo de 30 dias para que o processe retorne à pauta de votação.

Assista na TV TCE (canal YouTube): https://www.youtube.com/watch?v=N6c8JQOIQ8M

Fotos: https://flic.kr/s/aHsmwZmBmJ

Compartilhe!