Nota de Pesar

A Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon) comunica, com imenso pesar, o falecimento do Conselheiro Marcos Antônio da Costa, membro do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB), ocorrido às 17h30 desta sexta-feira (9), em um hospital de João Pessoa.

Marcos Costa sempre dignificou os cargos que ocupou. Exemplo mais expressivo do seu comportamento ético e denodado à função pública, foi a longa trajetória no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, onde ingressou como Técnico de Controle Externo, por meio de concurso público, em 1985. Em 2015 foi alçado ao cargo de Conselheiro já com uma larga experiência e grande competência no exercício do Controle Externo.

Os dirigentes da Atricon transmitem profundas condolências aos familiares, amigos e assessores, rogando a Deus pelo conforto de todos.

Fábio Nogueira, presidente.


“Perdi um amigo”, diz Fábio Nogueira.

Ao dirigir condolências aos familiares, salientando que o sentimento de tristeza que o invade é partilhado por todos os demais dirigentes da Atricon, o presidente Fábio Nogueira disse que o Controle Externo do Brasil perdeu um excelente quadro, enquanto “eu perdi, além de um colega experiente, ponderado e sempre disposto a transmitir ensinamentos, um querido amigo”.

Marcos Costa ingressou no TCE-PB, por meio de concurso público, para o cargo de Técnico de Controle Externo, em janeiro de 1987. Em outubro de 2015 foi nomeado Conselheiro da Corte, onde, com um característico sorriso no rosto e um espírito brincalhão, cultivou grandes amizades.

Fábio Nogueira afirma que: “não é sem razão que o TCE-PB, desde o agravamento do estado de saúde de Marcos Costa, foi invadido por um profundo lamento e agora uma imensa tristeza”.

Marcos Costa era natural da cidade de Itaporanga, Sertão da Paraíba. O velório e crematório do corpo ocorrerão a partir das 8h00 deste sábado (10), no Crematório Caminho da Paz, na BR 230, estrada de Cabedelo (PB).

 

 

 

Compartilhe!