Atricon manifesta pesar pelo falecimento de José Mariz

A diretoria da Atricon emitiu manifestação de profundo pesar pelo falecimento, aos 78 anos de idade, na tarde desta terça-feira (11), do conselheiro emérito do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, José Marques Mariz. Na nota, é destacada a profícua atuação do falecido no TCE-PB, onde ingressou em setembro de 1995. Ele presidiu a Corte no biênio 2005/2006 e se aposentou em 2010.

Amigo – O presidente Fábio Nogueira “revelou uma profunda tristeza” pelo falecimento do José Mariz. “Antes de mais nada devo dizer que perdi um grande amigo”, assinalou.  Por outro lado, “reconhecer o legado de Mariz é dever de ofício”. Ele destacou a significativa contribuição do conselheiro no processo de construção da sistemática pedagógica do TCE-PB.

De acordo com Fábio Nogueira, foram muitos os ensinamentos que Mariz lhe transmitiu, mesmo depois de aposentado, nos muitos encontros e longas conversas que tiveram. “Ele tinha a exata consciência de que a orientação pedagógica aos ordenadores de despesas é um indispensável instrumento para a efetivação da gestão”.

O presidente também lembrou a obstinação de José Mariz em implementar a celeridade dos julgamentos e a simplificação processual. “Embora os recursos tecnológicos ainda fossem limitados, na época em que presidiu o TCE-PB, Mariz conseguiu grandes avanços nesse sentido”, reconheceu.

“Na construção do presente e na projeção do futuro, o passado será sempre o norte e Mariz merece o registro desse protagonismo”, concluiu Fábio Nogueira.

Compartilhe!